MC Frank grava música para comemorar carreira
Publicado em: 26/07/2012 às 8h31
Compartilhe esse conteúdo!

MC Frank já foi preso por associação ao tráfico, teve que sair pela porta dos fundos no Complexo do Alemão quando era adolescente, quebrou o maxilar em um acidente decarro, ficou meses sem cantar, mas, entre trancos e barrancos, não desistiu da carreira de cantor e completa dez anos na estrada com um documentário sobre sua vida e uma música nova, ‘Dinheiro Não é Problema’. “Mas aqui em casa é problema, sim. Ainda devo as prestações do carro e do apartamento”, brinca o funkeiro, que já gravou depoimentos com Belo e Mc Sapão para seu filme, que deve ser lançado dia 25 de agosto.

Apesar de nunca ter passado necessidade, sua infância não foi tranquila. Cria do Complexo do Alemão, ele teve que deixar a comunidade aos 15 anos porque seu pai era policial civil e o convívio com os traficantes ficou insustentável. “Tivemos que sair rapidamente, com caminhão na porta de casa. Parti chorando. Fomos para Madureira”, recorda o MC.

Foi lá que ele entrou em um curso de música, aprendeu a cantar, conseguiu abrir as portas do Complexo novamente e apareceu como um dos maiores nomes do funk proibidão. “São músicas contra a violência. Eu só via coisa ruim no Alemão. Era morador sendo baleado, casas com mais de 30 marcas de tiro, invasão de bandidos… Isso me induzia a cantar”, explica Frank, que diz não ter tido nenhuma relação com o tráfico. “A conversa era terceirizada. A gente falava mais com o presidente da Associação de Moradores”, diz.

Mas foi devido a essas letras polêmicas que ele foi preso no final de 2010, quando a polícia pacificou a comunidade. O cantor foi acusado de associação ao tráfico e formação de quadrilha, ficou nove dias na 64ª DP (São João de Meriti), mas não foi encontrada nenhuma prova que o incriminasse. “É que as músicas falavam nomes de pessoas do Complexo. Investigaram tudo, checaram meu computador, analisaram trocas de e-mail, olharam meu telefone e não encontraram nada”, conta ele, que, após o incidente, passou a cantar músicas mais lights. “Para piorar, no dia anterior à minha prisão, minha filha tinha nascido. Fui à maternidade e, na manhã seguinte, a polícia bateu na minha porta”, narra o funkeiro.

Com exceção do nascimento da filha, 2010 não foi um ano bom para ele. Quando foi preso, tinha acabado de se recuperar de um acidente de carro no qual quebrou o maxilar em três partes. “Fiquei três meses tomando sopa de canudinho e depois me prenderam”, lamenta.

Fonte: O Dia


Carregando...

Copyright 2011. RÁDIO BELEZA FM. Todos os direitos reservados sobre o layout e o conteúdo deste site.