Marcos Assunção é apresentado no Santos
Publicado em: 23/01/2013 às 9h26
Compartilhe esse conteúdo!

A sala de imprensa da Vila Belmiro não é acostumada a receber apresentações de reforços - elas geralmente são realizadas no CT Rei Pelé -, mas, pela segunda vez no ano, acabou sendo o palco da primeira palavra do volante Marcos Assunção como novo contratado do Santos para 2013. Vestindo a camisa 20 - número com o qual acostumou-se a atuar na Europa e no Palmeiras - o jogador de 36 anos prometeu à torcida do Alvinegro, naquele pode ser o último ano de sua carreira, ser um jogador "ainda mais profissional".
- Em toda a carreira, tentei sempre ser um exemplo de profissional e jamais manchar, com qualquer coisa, as cores e o nome do meu clube. Busquei fazer sempre as coisas corretas, para que todos estivessem satisfeitos com o meu trabalho dentro de campo e a postura fora dele. Darei meu máximo, e serei até mais profissional que nos clubes por onde passei. Pode ser meu último ano. Não quero terminar a carreira com as pessoas falando mal, mas em um bom nível, sendo útil - afirmou.
No Santos há cerca de duas semanas - quando foi ao CT Rei Pelé para realizar exames médicos -, Assunção por enquanto realizou apenas trabalhos na academia do clube, cuidando principalmente de dores que sentiu no joelho direito em 2012, quando defendia o Palmeiras. A expectativa é que o jogador passe a treinar em campo com os companheiros a partir da semana que vem. Já a volta aos gramados deve ocorre em 15 dias. Pelo menos é essa a vontade do novo volante santista.
- Já comecei a trabalhar faz tempo... Estou até dolorido. Estamos fazendo treinamentos de força na academia, e em duas semanas estarei pronto para jogar. O último problema foi o joelho, por falta de fortalecimento, treinamento. Tive problemas no ano passado, mas já estão superados. Em duas semanas, estarei à disposição do treinador - garantiu o volante.
Mas onde Assunção vai se encaixar no time comandado por Muricy Ramalho? O jogador de 36 anos disse não ter preferência, e deixou a decisão nas mãos do técnico. O volante, no entanto, afirmou que pretende ser titular.
- Primeiro, tenho que estar bem para que o treinador possa contar comigo no elenco. Onde vou jogar, não sei, mas a gente está vendo que o Santos fez contratações, como Arouca, Renê (Júnior), Cícero... Estou aqui para somar. Vou treinar, trabalhar muito. Se vou jogar ou não, é coisa do treinador. Mas vocês (jornalistas) e a torcida podem ter certeza que vou trabalhar bastante para ser titular. O gostoso desse time é que jogadores são muito amigos, como na minha época (anos 90). O importante é que eu possa ajudar e dar problema para o treinador escalar o time - concluiu.

Por Lincoln Chaves


Carregando...

Copyright 2011. RÁDIO BELEZA FM. Todos os direitos reservados sobre o layout e o conteúdo deste site.