Pé de banana com quatro cachos vira atração no ES
Publicado em: 03/07/2012 às 11h45
Compartilhe esse conteúdo!

Por Julio Huber e Kennedy Lenk
Foto: Foto: Kennedy Lenk

Uma situação rara foi registrada em Afonso Cláudio e virou atração em uma propriedade agrícola. Ao invés de um cacho, um pé de banana produziu quatro cachos no Sítio Duas Pontes, na localidade de Firme, em Afonso Cláudio. O lavrador Didrich Schulz, 58 anos, conta que seu genro lhe presenteou com uma muda que ele trouxe de Marilandia, Norte do Estado, há cerca de um ano e meio.

Para a surpresa do lavrador, a planta, tratada com água e adubo, produziu quatro cachos e o caso raro virou atração no município. Outra bananeira proveniente no mesmo local foi plantada na mesma época e mesmo recebendo os mesmo cuidados produziu apenas um cacho.

Sem ter certeza qual é variedade da fruta, o lavrador disse que esta bananeira está lhe causando alguns problemas, porque segundo ele, ninguém está acreditando na história e muitas pessoas até o chamam de mentiroso.

“Ninguém acredita na minha história, a não ser os visinhos que já vieram conhecer a bananeira. Quando eu conto para um amigo da cidade ou para um desconhecido, eles dão risadas e dizem que isso é história de pescador”, conta sorrindo Didrich.

O lavrador conta que a bananeira cresceu normalmente e quando os cachos começaram a surgir, a parte superior da planta rachou e se dividiu em duas e cada uma teve dois cachos. “Não tenho certeza quanto à variedade desta planta, alguns me disseram que é conhecida popularmente como ‘Dois Cachos’, mas não tenho certeza”, disse o lavrador.

Segundo o agricultor e presidente do Sindicato Patronal de Afonso Cláudio, José Pedro da Silva, apesar de raro, bananeiras com três cachos já foram noticiadas há algum tempo em outros estados e até em outros municípios capixabas, mas nunca uma bananeira com quatro cachos.

No último ano, um pé de banana produziu três cachos na propriedade do agricultor Cezar Pedro Huber, em Santa Maria, Marechal Floriano. Entretanto, a mesma bananeira não voltou a produzir mais que um cacho por pé.

O presidente do Sindicato Patronal de Afonso Cláudio informou que levará um engenheiro agrônomo do Instituto Capixaba de Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) para estudar esta planta. “Vamos consultar um agrônomo e levá-lo até ao sítio de Didrich, porque acho importante estudarmos esta planta”, disse José Pedro.


Carregando...

Copyright 2011. RÁDIO BELEZA FM. Todos os direitos reservados sobre o layout e o conteúdo deste site.